Alerta! Menina é intoxicada após brincar com slime; saiba porque a substância bórax é muito perigosa

Desesperada, uma mãe viralizou na internet ao contar que sua filha, de 12 anos, foi hospitalizada por “envenenamento” causado por bórax, substância usada para fazer slime.

O slime é uma espécie de massinha gelatinosa que pode ser comprada ou feita em casa. No entanto, o bórax possui ácido bórico na composição e pode causar vermelhidão, inchaço, queimaduras, dermatite, desgaste as digitais ou envenenamento, como foi o caso da pequena Valentina.

Se for ingerido ou inalado por muito tempo, a substância pode também provocar dores abdominais, vômito, náuseas e até hemorragia no sistema digestivo.

“Ela apresentava um quadro de gastroenterite sem nenhuma razão aparente. Todos os exames estão normais, hemograma e PCR inalterados, ultrassom e tomografia mostrando apenas um aumento e inflamação nos linfonodos intestinais. E hoje, depois de muitos dias de angústia, vendo ela piorando a cada dia – apesar do esquema fortíssimo de medicação para vômitos -, sem comer nada desde o início do quadro, veio o diagnóstico: envenenamento por bórax”, disse Cris, mãe de Valentina.

A menina mexia diariamente com bórax para diluí-lo em água para conseguir fazer o slime. De acordo com o imunologista Nelson Guilherme Bastos Cordeiro, do Departamento Científico de Dermatite Atópica e de Contato da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), a substância é muito perigosa mas é encontrada facilmente no comércio.

Valentina está internada com inflamação nos gânglios linfáticos e os médicos desconfiaram dos slimes que a menina brincada.

“Todos os dias no hospital, eu estava fazendo slimes porque sempre que recebia uma visita, eu ganhava materiais. Enquanto eu mexia com isso, ele penetrava na minha pele indo para a minha corrente sanguínea”, afirmou a própria Valentina.

Chocada com a revelação, a mãe da menina alerta todos os pais sobre o perigo do slime: “Mães, proíbam o uso nos slimes! O médico já avisou a Vigilância Sanitária, que informou já ter outras ocorrências”, alerta.