Atenção! Bebê quase morre após contrair herpes por beijo, doença pode matar crianças.

A mãe do pequeno Noah Tindle resolveu levar o bebê de apenas quatro semanas ao hospital após perceber que ele estava com o olho direito inchado, vermelho e lacrimejando. A surpresa veio quando foi descoberto que a criança estava com herpes.

Ele precisou ficar internado por dois meses e meio para se recuperar após o diagnóstico do HSV-1, conhecido como tipo simples 1 da doença. O vírus foi identificado quando estava ainda na pálpebra de Noah. Ele quase ficou cego e as consequências seriam piores se o vírus chegasse à corrente sanguínea.

Ashleigh Whit, mãe de Noah, acredita que o filho tenha contraído a doença em um batizado.

“Nós fomos a um batizado onde amigos ficaram pegando ele no colo e beijando. Pode ter sido qualquer pessoa”, disse.

Após sofrer com o filho, Ashleigh quer conscientizar as pessoas sobre os riscos da doença. “Só quero que as pessoas percebam os riscos e consequências de beijar um bebê – especialmente um recém nascido”, afirmou.

Herpes pode matar crianças

Em adultos, a doença possui poucos riscos, mas em bebês pode se espalhar para o cérebro e causar falência de órgãos, levando à morte.

O pequeno Noah precisou foi medicado com antivirais durante duas semanas e foi submetido a uma cirurgia de duas horas para combater o vírus.

Atualmente com nove meses, ele está se recuperando após uma recaída em março mas está reagindo bem ao tratamento. Por conta da doença, ele precisará tomar antivirais até 2020.

“Eu tive sorte de perceber a tempo e não perder o meu menino, mas outras pessoas podem não ter. Foi fisicamente e mentalmente exaustante ver o Noah tão mal e eu quero fazer o que for possível para impedir que outras famílias passem pelo que eu passei, então, por favor, não beijem recém-nascidos”, alerta Ashleigh.