Barbeiro trabalha pelado a pedido de clientes e faz sucesso em São Paulo

Rafael Rosa, de 25 anos, encontrou uma forma muito inusitada de atrair clientes. Com experiência de modelo de nu artístico, ele decidiu atender seus clientes de uma forma mais “intimista”.

Os preços são bem elevados, mas atrai muitos clientes e pode rolar algo a mais além do simples corte. Em entrevista ao Uol, ele revelou que o corte sai a R$ 60 se ele estiver vestido, R$ 80 usando jockstrap (uma mini cueca que cobre apenas o pênis) ou triquíni (micromaiô de lycra) e R$ 120 se ele estiver completamente nu.

Tudo é feito em um apartamento de 80 metros quadrados em Higienópolis, São Paulo. Os clientes possuem entre 25 e 35 anos, em sua maioria, gays. O atendimento leva em média duas horas e, se rolar atração, pode acontecer algo mais. “A pessoa senta, conversa, diz o que quer, faço perguntas, ela também. Começo o corte. Se houver interesse de ambas as partes, a cama está do lado”, revela Rafael.

Deixe uma resposta