Agora no Mundo

As últimas notícias do Brasil e do Mundo ao seu alcance!

Coronavírus: Sou do grupo de risco! O que devo fazer?

Mais de 100 países foram atingidos pela pandemia do novo coronavírus e a expectativa é que os números de infectados e mortos continue crescendo.

Além das dicas de prevenção e higiene contra a doença, pessoas que fazem parte do chamado “grupo de risco” precisam redobrar os seus cuidados.

Quem faz parte do grupo de risco para o coronavírus? São pessoas que apresentam menor defesa imunológica ao vírus e, com isso, mais facilidade de ter agravamentos.

Em relação ao coronavírus, os riscos são maiores para pessoas com idade avançada, doenças pré-existentes e com baixa imunidade.

Grupo de Risco

A cardiologista Nicolle Queiroz, do Hospital Albert Einsteins, em São Paulo, foi entrevistada pelo PlenoNews e deu algumas dicas para quem integra esse grupo.

“É importante aderirmos à etiqueta respiratória. Quando espirrar, proteger com o cotovelo na frente. Fazer a higiene antes de entrar e sair dos lugares, após tocar objetos e, inclusive, limpar o celular. Se focarmos na limpeza da mão, as coisas vão melhorar muito mais rápido.

Não precisa entrar na neurose de limpar tudo, mas, é claro, se a gente puder tirar o sapato antes de entrar em casa, ajuda bastante. É importante usar máscara quando estivermos resfriados ou ao lado de pessoas que estejam resfriadas e com febre, sendo possíveis casos positivos de coronavírus.

Evitar aglomerações. Se tiver febre, permanecer em casa e se sentir falta de ar ou incômodo, procurar o pronto socorro”, disse a doutora.

Estou com coronavírus, e agora?

Mesmo fazendo parte do grupo de risco, o diagnóstico positivo para coronavírus não significa que a pessoa irá morrer.

“Em 90% das vezes não vai passar de um resfriado leve. Em pequenas porcentagens irão evoluir para UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e terão necessidade de entubação orotraqueal, e de fato ficar em coma induzido e entubado. É um número muito pequeno. Se tomar as medidas certinhas, a chance de evoluir para a gravidade é muito pequena”, alertou.

Como ainda não há vacina, remédio ou tratamento específico para o coronavírus, a doutora explica como cuidar melhor da saúde.

“O que se pode fazer é melhorar a imunidade de forma geral, alimentando-se melhor, consumindo vitamina C nas frutas, acido fólico, que é precursor de células da imunidade e é encontrado em alimentos verde-escuros, além de cebola e alho. O importante é comer melhor, beber muita água e dormir melhor”, recomentou Queiroz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *