Cuba recebeu mais de R$ 7 bilhões do Brasil em contratos com Programa Mais Médicos

Um dos assuntos mais comentados dos últimos dias foi a decisão do governo cubano de remover seus profissionais de saúde do programa mais médicos. O acordo assinado entre o Brasil e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) prevê a rescisão imediata em caso de descumprimento ou mudança de regras, como fez o presidente eleito Jair Bolsonaro.

De acordo com o UOL, “pelas regras, o Ministério da Saúde transfere ao órgão o valor de R$ 11.520 por profissional. A Opas repassa aos contratados cubanos cerca de R$ 3.000. A diferença fica com o governo de Cuba.

O acordo já resultou num pagamento pelo Ministério da Saúde de R$ 7,1 bilhões, entre os anos de 2013 e 2017. O acordo prevê que 5% desse montante fique com a Opas, a fim de cobrir os ‘custos indiretos decorrentes da cooperação técnica'”.

Deixe uma resposta