Fernando Haddad é multado por sabotar Jair Bolsonaro durante eleição

O ex-candidato à Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad, foi condenado a pagar R$ 176,5 mil por promover um site contra o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral.

A multa foi definida pelo ministro Edson Fachin, do Tribunal Superior Eleitora (TSE). Segundo ele, a lei permite apenas que sejam impulsionados conteúdos para beneficiar os candidatos ou partidos.

Haddad negou que seja responsável pelo site, no entanto, o Google confirmou que o pagamento de R$ 88,2 mil vieram da campanha eleitoral do PT para que o site aparece em primeiro lugar quando houvesse uma pesquisa pelo nome de Jair Bolsonaro.