Flordelis é suspeita de tentar matar Anderson do Carmo envenenado antes dos tiros

Algumas testemunhas e suspeitas de envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo estão sendo intimadas para depor afim de que o crime seja solucionado e os culpados presos.

Na última quinta-feira (20), um dos filhos do pastor acusou a mãe, Flordelis, de tramar a morte do próprio marido. Ela é deputada federal, cantora gospel e pastora em uma igreja que leva o seu nome.

Outras três irmãs também estariam envolvidas no assassinato. Um dos filhos, Lucas, de 18 anos, afirmou ter recebido a proposta de dez mil reais de uma de suas irmãs para matar o pai.

Flávio dos Santos, de 38 anos, confirmou que teria recebido o dinheiro e que matou o pai com seis tiros. A arma usada por ele foi encontrada na casa de Flordelis.

Flordelis é suspeita de matar o pastor Anderson do Carmo

Em uma das linhas de investigação, Flordelis é suspeita de matar o marido com remédios em sua comida. Um dos cinquenta filhos do casal afirmou que viu a mãe colocar as substâncias nos alimentos e, quando questionada, afirmou ser remédio para um problema de saúde do pastor.

Além disso, a testemunha-chave afirmou que ouviu a mãe falar que a hora de Anderson logo chegaria. O mesmo filho disse ainda que o desmaio da mãe no enterro do pai não passou de um teatro.