Agora no Mundo

Política, Famosos, BBB 19 ao vivo e The Voice Kids ao vivo

Justiça condena Fernando Haddad a pagar R$ 200 mil por acusações não comprovadas

O ex-prefeito de São Paulo e candidato derrotado à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar R$ 200 mil reais de indenização ao promotor Marcelo Milani. Na decisão, de primeira instância, ainda cabe recurso.

Milani, do Ministério Público de São Paulo, processou Haddad após acusações de que o promotor teria pedido R$ 1 milhão de propina para não mover uma ação civil pública relacionada a construção do estágio do Corinthians.

“O comportamento do requerido teve o condão de caracterizar dano moral, pois, impôs ao autor passar por situações vexatórias”, considerou Fabio Fresca, juiz da 4º Vara Cível.

Em nota, a defesa de Haddad afirmou que entrará com recurso.

“A defesa de Fernando Haddad informa que ainda não foi intimada da sentença, recebendo com apreensão a notícia acerca da condenação em danos morais em favor do Promotor Dr. Marcelo Milani, considerando que a sua atuação, enquanto Prefeito de São Paulo, se restringiu a comunicar supostas irregularidades às autoridades cabíveis, sob pena de ser conivente com a situação. A oitiva de testemunhas que presenciaram os fatos e que podem auxiliar no esclarecimento da verdade, como o ministro Alexandre Moraes e o desembargador Roberto porto, foi negada pelo juiz, embora expressamente solicitada em mais de uma ocasião pela defesa. Assim que houver intimação oficial da sentença serão apresentados os recursos cabíveis”, disse a nota.

Deixe uma resposta