Miriam Leitão, da Rede Globo, sofre ameaças de morte por apoiadores de Bolsonaro e decisão séria é tomada

A jornalista Miriam Leitão, comentarista de política e economia da Rede Globo, teve sua participação na 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, cancelada após diversas ameaças de morte por ativistas do presidente Jair Bolsonaro.

O sociólogo Sérgio Abranches também teve sua participação cancelada pela equipe organizadora do evento pelos mesmos motivos.

Quando a presença da dupla foi anunciada no evento, diversos ataques foram feitos pelas redes sociais com a finalidade de pressionar a participação dos profissionais.

Além das manifestações pelas redes sociais, também foi criado um abaixo-assinado repudiando a presença de Miriam Leitão por causa de “viés ideológicos e posicionamento”.

Em nota, a organização do evento afirmou que a integridade física dos jornalistas estavam em risco e que “nunca, em toda sua história, a festa da literatura foi atacada pela escolhe de seus convidados”.