Connect with us

Mulher é diagnosticada com “Síndrome de Pica”; veja o que é isso

Vida e Saúde

Mulher é diagnosticada com “Síndrome de Pica”; veja o que é isso

Lisa Anderson, de 44 anos, foi diagnosticada com um distúrbio alimentar chamado “Síndrome de Pica”.

Segundo o Daily Mail, ela é mãe de 5 filhos e afirmou ser viciada em comer talco há cerca de 15 anos.

Ela chega a consumir 200g do produto todos os dias.

O vício teria começado após o nascimento do quinto filho.

Mulher sofre de Síndrome de Pica

De acordo com Lisa, tudo começou com um “desejo esmagador” que começou enquanto secava seu filho recém-nascido na época.

O segredo foi mantido guardado por dez anos, até que ela resolveu buscar ajuda.

A vontade de comer talco é tão grande que Lisa costuma colocar um pouco do produto na mão a cada meia hora para comer.

O hábito a faz acordar várias vezes durante a noite para ingerir o produto.

“Lembro de me sentir realmente atraída pelo cheiro. Agora não posso ficar sem isso. Eu subo e pego um pouco a cada meia hora. Eu realmente não posso passar meia hora sem ele”, disse ela ao Daily Mail.

Ao todo, Lisa estima ter gasto cerca de 8 mil libras, o equivalente a R$ 42 mil, por ano com os produtos da Johnson’s Baby, sua marca favorita.

Ela também disse que o máximo de tempo que conseguiu ficar sem comer o produto foi de apenas dois dias.

A Síndrome de Pica, ou alotriofagia, é o desejo intenso de mastigar substâncias sem valor nutricional, como gelo, argila, terra ou papel.

A doença pode estar ligada a distúrbios mentais que afetam o cérebro, como o autismo ou a esquizofrenia.

Além disso, também pode estar ligado ao estresse ou ser um sinal de TOC.

Talco pode causar câncer

O produto constantemente é alvo de polêmicas.

Em 2016, um estudo revelou que há 33% de chances de talcos genitais provocar câncer de ovário.

Além disso, a Organização Mundial da Saúde já considerou que o talco pode provocar câncer em humanos, com base em alguns estudos que foram realizados.

Em 2018, a Johnson & Johnson foi condenada a pagar uma indenização bilionária a 22 mulheres que alegaram ter tido câncer de ovário após usarem talco de bebê.

Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Vida e Saúde

Advertisement

Facebook

As mais lidas

Advertisement
To Top