Necrópsia revela causa da morte de Tales Cotta, modelo que morreu na passarela; resultado assusta

A morte do modelo Tales Cotta na passarela do São Paulo Fashion Week, em abril, assustou a todos que acompanhavam o desfile e a transmissão do evento. Muitas pessoas questionaram o que causou a morte súbita do modelo de apenas 25 anos que desfilava pela gripe Ocksa.

De acordo com a perícia, o modelo sofria de uma doença no coração que não havia sido diagnosticada. A cardiopatia causou um edema pulmonar agudo em Tales, levando-o a morte.

Ainda de acordo com os exames, não foi encontrado álcool ou drogas em seu organismo, eliminando a possibilidade de uma morte por overdose.

“Descartada a hipótese de intoxicação exógena aguda (vide resultado do exame toxicológico acima) e que a causa da morte não pode ser estabelecida, esta, provavelmente ocorreu devido a um edema agudo pulmonar secundário a uma cardiopatia prévia não diagnosticada”, diz um trecho do laudo.

A novidade no caso será anexada ao inquérito que investiga a morte do modelo. Como não há indícios de crime, o caso deverá ser arquivado e a morte de Tales considerada uma fatalidade.

Comente dando a sua opinião!