Pai mata filha de 5 meses por não aceitar que ela tenha nascido menina

Os moradores do município de São Lourenço da Mata, em Pernambuco, presenciaram um crime bastante revoltante. Um pai, de 23 anos, identificado como Augusto Silva da Cruz, espancou sua filha de 5 meses até a morte. A motivação do crime seria porque o pai não aceitava que o bebê tivesse nascido menina.

De acordo com o Conselho Tutelar de São Lourenço, a criança já havia sofrido maus tratos em outras ocasiões e não resistiu aos espancamentos do pai chegando sem vida ao hospital.

“Tentaram ressuscitar a menina várias vezes, mas não teve jeito. A mãe também era vítima de violência doméstica. Ela teve outros filhos de relacionamento anteriores, que moram na casa de parentes”, disse uma das fontes do Conselho Tutelar.

“Agora não se pode nem nascer mulher. Por causa desse discurso de ódio, as pessoas acham que podem resolver tudo batendo, espancando e matando. É chocante”, disse a mãe da vítima ao G1.

Moradores da região, revoltados com o crime, atearam fogo na casa do rapaz, que foi preso em flagrante e teve prisão preventiva decretada. A mãe da criança se refugiou na casa de parentes.