Paulo Henrique Amorim iria responder na Justiça por suposta ‘ameaça de morte’ a Bolsonaro

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu na madrugada desta quarta-feira (10) após um infarto fulminante.

Ele havia acabado de chegar em casa após jantar com a esposa e alguns amigos.

A morte do jornalista pegou muita gente de surpresa e a perda fez com que o nome dele aparecesse entre os assuntos mais comentados do Twitter.

Paulo Henrique Amorim desejou a morte de Bolsonaro

Crítico da Operação Lava Jato, do ministro Sergio Moro e do Governo Bolsonaro, Paulo Henrique Amorim sempre gerava polêmicas com seus comentários.

Certa vez, em um vídeo publicado no Instagram, o jornalista revoltou o eleitorado do presidente Jair Bolsonaro ao supostamente desejar a morte do político.

“O Bolsonaro é Palmeiras, Botafogo ou ele é Flamengo? Uma vez Flamengo… Flamengo até morrer… Breve”, disse Paulo Henrique Amorim.

De acordo com o site República de Curitiba, pelo conteúdo do vídeo, o deputado Otoni de Paula, do PSC, chegou a abrir uma ação na Procuradoria-Geral da República e na Polícia Federal para que o jornalista explicasse a sua publicação.