Sergio Moro pede demissão após Bolsonaro interferir na Policia Federal

Sergio Moro anunciou sua demissão do cargo de ministro da Justiça do governo Bolsonaro na manhã desta sexta-feira (24).

O ex-juiz federal tomou a decisão após a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo.

Segundo Moro, a interferência de Bolsonaro na Polícia Federal não teria uma causa que fosse aceitável.

“O presidente queria uma pessoa que ele pudesse ligar, que ele pudesse colher informações de inteligência, e realmente não é o papel da Polícia Federal prestar essas informações”, disse Moro.

“O presidente também informou que tinha preocupação com inquéritos em curso no Supremo Tribunal Federal e que a troca seria oportuna nesse sentido. Também nao é uma razão que justifique, pelo contrário até gera preocupação”, acusou Moro.