Terreiro de Candomblé é destruído por traficantes em Nova Iguaçu

Alguns religiosos foram expulsos de um terreiro de candomblé, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, por traficantes que tinham como objetivo transformar o local em um quartel general do crime. O local religioso foi depredado e incendiado.

Há cerca de dois anos, uma série de terreiros da região foram alvo de ataques dos criminosos. Na época, aproximadamente sete centros religiosos de matrizes africanas foram depredados e incendiados. Imagens sagradas foram quebradas e objetos de valor roubados. Em agosto de 2017, uma senhora chegou a ser vítima de apedrejamento por fazer parte da religião.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). De acordo com informações do jornal O Dia, a Polícia Civil registrou o caso como violação de domicílio, constrangimento ilegal, dano, furto, além de racismo. As investigações seguem em andamento.